Exército de Terracota em Xian


xian1Qin Shi Huang Di foi o primeiro Imperador que uniu a China sob a mesma dinastia, realizador de grandes reformas sociais e econômicas. Os Qin governaram de 221 a 207 a.C sendo responsáveis pela implantação do conceito de império entre os chineses.
O Imperador faleceu há 2,2 mil anos e foi sepultado junto a um exército de guerreiros de terracota cuja principal missão era zelar por ele no além. Os chineses acreditavam na continuação da vida na terra, após a morte.
Em seguida veio a dinastia Han ocidental que ocupou o poder de 206 a.C até 9 d.C. Foram os Han responsáveis pela implantação do sentimento de tradição e ordem que marcaram os mais de 2 mil anos de domínio imperial na China.
Han Jing Di foi o quarto Imperador dos Han ocidentais tendo governado de 157 a 141 a.C. Governante cauteloso consolidou o poder do clã que se manteve no poder durante mais de quatro séculos. Após o colapso dos Han ocidentais a mesma família restabeleceu a dinastia, em uma nova capital, sob o nome de Han orientais, de 25 d.C até 220 d.C. Os Han são considerados uma das dinastias mais bem-sucedidas da China graças ao seu pragmatismo e capacidade de organizar seu povo.

xian4A descoberta dos primeiros guerreiros e cavalos, em terracota, aconteceu por acaso em 1974, a 30 km de Xian, que já foi um dia a maior cidade do mundo e capital de 11 dinastias, atualmente capital da província de Shaanxi. Um camponês, ao cavar um poço para obter água, encontrou algumas dessas estátuas concebidas para acompanhar e proteger o imperador Qin Shi Huang Di em sua sepultura.
As figuras encontradas nas escavações, totalizando cerca de 8 mil peças, em tamanho natural, apresentam-se em rígida formação militar, refletindo nitidamente o poderio e liderança do Imperador. Note-se que a maioria das peças foram esculpidas a mão pelos artesãos, ao contrário das encontradas em túmulos da outra dinastia já pesquisada que foram confeccionadas usando-se moldes.
Mais impressionante é o fato que o material já encontrado ocupa somente um pequeno espaço da área das sepulturas. A maior parte da região, 56 quilômetros quadrados, ainda não foi explorada.
Recentes escavações encontraram estátuas de civis, ao invés de militares.
Acredita-se que representem baixiyong - artistas que entretinham a corte dos imperadores com acrobacias, cantos, danças, provas de força e de destreza manual, e outros espetáculos de lazer do cotidiano.
Já foi localizado também um caldeirão de bronze pesando 212 quilos, adornado de figuras de plantas e animais, e uma armadura cerimonial cuja estrutura foi montada com pequenas peças de calcário, ligadas entre si por fios de bronze.

xian2Existe uma grande preocupação das autoridades quanto à realização de novas escavações. Algumas estátuas já desenterradas apresentam grande deteriorização. Como consequência aguarda-se o aperfeiçoamento e melhoria das atuais técnicas de preservação, para dar continuidade às escavações. Esta salvaguarda adiará a abertura, tão esperada, do túmulo do Imperador Qin Shi Huang Di que está localizado no interior de uma pirâmide ,com uma altura equivalente a um edifício de 75 metros.
A maioria das estátuas existentes no Museu de Guerreiros e Cavalos de Terracota foram encontradas em péssimo estado. Interferiram nas mesmas, ação de vândalos em séculos passados, incêndios e a umidade do solo. Graças a um minucioso trabalho de reconstrução, os restauradores conseguiram, reunindo milhares de cacos, refazer as escultruras.
Outro problema existente é que as peças foram pintadas com pigmentos aplicados sobre uma camada de laca, a qual, com o passar dos séculos, se deteriorou com a umidade.
A magnitude deste conjunto histórico é impressionante. Estima-se que o complexo funerário da dinastia de Qin Shi Huang Di tenha sido construído por 700 mil trabalhadores durante 36 anos.
A descoberta das estátuas de terracota contribuiu para que os estudiosos chegassem a uma concepção mais nítida da dinastia do Imperador Qin Shi Huang Di. Hoje já se sabe que foi neste período que aconteceu a padronização da escrita, da moeda, dos pesos, das medidas e da largura dos eixos dos veículos usados nos transportes. Credita-se também ao Imperador o início da construção da primeira versão da Grande Muralha.

xian3Outros tesouros históricos foram encontrados em escavações realizadas nos túmulos do Imperador Han Jing Di. Os pesquisadores localizaram peças em terracota retratando animais: porcos, ovelhas, cabras e cães, que serviriam de alimento ao imperador. Também encontraram soldados, eunucos e mulheres.
Este sítio arqueológico é uma das mais novas atrações turísticas de Xian, estando aberto ao público desde o final de 1999.
No complexo tumular chamado Han Yangling, descoberto acidentalmente por operários da construção civil, os arqueólogos já recuperaram uma enorme coleção de objetos: animais, carruagens, pás, enxós, cinzéis, relhas de arado, miniaturas de silos, conchas, fornos, caldeiras e instrumentos de medição. Observe-se que a maioria das peças foram moldadas, ou seja, produzidas com o auxilio de moldes. No entanto, os artesãos não deixaram de retocar os rostos dos soldados para conferir-lhes expressões próprias, únicas.
Outra particularidade se refere às dimensões das peças que retratam homens e animais. Todas medem somente um terço do tamanho original.
Estima-se que o complexo funerário contenha 300 mil a 500 mil objetos.

Bibliografia: Revista National Geographic do Brasil (outubro 2001)


voltar